quarta-feira, 2 de julho de 2008

O Vai e Vem do Amor

O amor é lindo,
Porém findo
O amor é infinito
Sempre maior
Sempre bem-vindo
E ainda melhor
Com vinho tinto

Amor, externo sangue,
Perto, distante,
Contraponto
Com o que, nas veias,
Ebule

E apaga
Para, de manhã,
Novamente
Acender o fogo,
Da gente
E botar água no bule,

E começar de novo
Tomar café com queijo e biscoitos,
Pão com manteiga
Entre muitos, muitos beijos
Após amar e mais amar
E terminar o coito


Eduardo C. Mendonça

Um comentário:

Heitor Branquinho disse...

Opa!!
Esse é um amor mineiro com pitadas francesas! eheheh
Se trocasse o vinho por cachaça, pronto, seria mineiro integralmente!

Bacana!

abração....

--
Heitor